Aprenda a ler rótulos

Se tem uma coisa que aprendi depois que eduquei a minha alimentação foi o hábito de ler rótulos… Nem tudo é o que parece e nada vai para meu carrinho de compras sem dar uma bela analisada. Depois desta prática me livrei de vários alimentos que se diziam “saudáveis. E com este post espero ajudar você leitor a entender um rótulo e não ser mais “passado para trás”.

E não é frescurite não! É no rótulo que você descobre o que está comendo. É importante para você discernir quais alimentos são mais saudáveis e escolher seus produtos de acordo com a sua necessidade.

Segundo a Anvisa, todo alimento produzido, comercializado e embalado na ausência do cliente e pronto para ser fornecido ao consumidor deve ter obrigatoriamente rotulagem nutricional.

E em todos os rótulos nutricionais devem conter as informações de valor energético (calorias), carboidratos, proteínas, gorduras totais, gorduras saturadas, gordura trans, fibra alimentar, cálcio, ferro e sódio, nesta ordem.

Os rótulos também devem fornecer o percentual de valor diário (%VD) – que é o quanto em percentual a porção do alimento contribui para atingir todos os valores diários recomendados de nutrientes, esse cálculo leva em consideração, uma alimentação média de 2500 kcal/dia (apesar de nunca ter visto ninguém com uma dieta com tanta caloria assim).

Além de fornecer informações nutricionais, os rótulos devem informar o nome do produto, lista de ingredientes que o compõe e prazo de validade, além das demais informações necessárias. 

Entendendo um rótulo

Rótulo e seus componentes.
Rótulo e seus componentes.

Valor energético: é o total de calorias que o produto possui. 

Carboidrato: nutriente que fornece energia ao organismo.

Proteína: nutriente responsável pela construção de células, tecidos, órgãos, além de fornecer energia.

Gordura total: é a soma de todos os tipos de gorduras.

Gordura saturada: Prejudiciais à saúde. Seu consumo deve ser moderado. Em excesso pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares.

Gordura trans: Gordura formada em processo de hidrogenação industrial. O excesso contribui para aumento do colesterol. Esta gordura está presente em alimentos industrializados e é prejudicial à saúde. Procure não ultrapassar a quantidade de 2g por dia. (fonte: Blog Saúde em Dia)

Fibras: Componente de alimentos vegetais, não digerida pelo organismo. Atua no controle do peso e do colesterol, no funcionamento intestinal e controle de diabetes. As fibras possuem funções excelentes para o organismo.

Cálcio: este mineral desempenha papel importante no crescimento, desenvolvimento e manutenção de ossos e dentes.

Ferro: mineral importante na formação de glóbulos vermelhos no sangue, auxiliando assim a oxigenação. Contribui também para a formação de enzimas.

Sódio: Mineral que participa da regulação dos batimentos cardíacos e volume sanguíneo. Em excesso pode causar hipertensão arterial e acidentes vasculares cerebrais. Há quem diga que é o vilão, que retém líquido.. mas só se for em excesso. Ele é um mineral essencial no organismo.

Agora que você já sabe faça um favor a você: Comece a ler rótulos para fazer escolhas mais corretas!

Beijos, fui.. 🙂

MissFit

Analista de Sistemas por formação. Miss por paixão. Ecdemomaníaca, já pisou em 4 países num único dia. Descobriu sua paixão pelo mundo da endorfina e agora a sua missão é ajudar a transformar a sua vida com energia!

Comentários

XSLT by CarLake