Como foi a Golden Four 21k etapa Rio

Oi pessoal!

Domingo aconteceu a etapa Rio da Golden Four da Asics. E quem me acompanha nas redes sociais pode acompanhar que fui escolhida pela ASICS para formar o Golden Four TEAM, algo como embaixadores da prova e foi muito legal! Durante um mês dobrei meu volume de treinos e postei com mais frequência nas redes sociais para inspirarem mais pessoas a se exercitarem.

Fui pro Rio no dia anterior à prova pra participar da EXPO, a feira que antecede a prova para a retirada de kits e conferir as novidades. Tinham palestras, lojinhas de óculos, relógios, suplementos, a loja oficial da Asics com produtos exclusivos, teste de pace e de pisada, inúmeras coisas à disposição que quem visitava.

E o nível estava internacional! Parecia que eu estava numa prova fora do país, de tamanha organização e estrutura. Encontrei com muitos amigos por lá e foi uma festa que só, como a Sylvinha do Cozinha Fit, a Gi do Divas que Correm e a Cris amiga dela. 🙂

A prova:

A Avenida Lúcio Costa foi o ponto de largada dos corredores que lotaram as ruas da região do Recreio dos Bandeirantes. Os mais de quatro mil participantes que prestigiaram o evento, largaram com temperatura de 21 graus, céu azul e muita animação. Durante o percurso, o calor e a dificuldade foram aumentando e chegada da categoria Elite foi debaixo de um sol de 25 graus, em pleno Outono carioca.

DCIM100GOPROG0087292.
O vencedor da categoria masculina foi o mineiro Giovani dos Santos, que terminou a corrida com o tempo de 01:03:38 e a feminina ficou com a tanzaniana Samwe Salum, com o tempo de 01:16:49.

Tiveram banheiro, pontos de hidratação com água e Gatorade em diversas partes do percurso. E estrategicamente pensado, carbogel no km 11 para dar energia.

A Minha Prova:

1513702_958235260856247_7692338446127668277_n

Alonguei, aqueci e comecei super bem, mas a partir do km 9 – ou seja ainda bem no início – meus dedinhos do pé começaram a formigar muito e foram só piorando.
Não sei se o problema foi a meia ou se apertei muito o tênis, mas foi tenso cada passada que eu fazia. Tava tão punk que eu ia inventar de parar no banheiro – nem tava com vontade, mas não podia parar pra caminhar numa prova onde todo mundo faz performance ne – só pra poder parar e descansar o pé.

Mas aí quando eu tava no km 12 esperando chegar o banheiro eu vi uma das frases de motivação que a Asics colocou durante o percurso que era:

Quando as pernas não aguentarem mais seguir, corra com o coração!”

Essa frase mexeu tanto comigo, mas tanto, que eu chorei e prometi pra mim mesma que não ia parar, pois não foi pra isso que fui la. E assim segui com essa frase me alimentando o resto da prova e com o coração.

16511887904_255908e206_o

Parecia que eu estava descalça correndo por causa da dor. No km 17 teve uma subida de 1km no elevado do Joá que achei que ia me quebrar. 🙁
Mas Deus me ajudou e me mandou um anjo. Do nada apareceu um corredor que colou do meu lado me incentivou e serviu de coelho pra mim me puxando por 2km. E pra minha surpresa, eu fiz o meu melhor pace da prova nessa subida e com o pé anestesiado! 🙂

Por fim, na chegada o ponteiro tava marcando 1h57 e depois de muito sacrifício, consegui a meta de ser sub 2hrs, mesmo gravando e falando com a câmera. Que jornada!

 Agora é me preparar para fazer melhor e tentar baixar meu tempo em até 10 minutos para a Golden Four até a etapa de São Paulo!

Obrigada Asics! Essa ação vai ficar para a história, pois foi uma das medalhas mais lindas e sofridas que ganhei até hoje!

Para ver o álbum completo dessa viagem, veja aqui na Fan Page do Blog.O video completo dessa aventura você vê em breve no Programa Fôlego! 🙂

Beijos,

Camila.

MissFit

Analista de Sistemas por formação. Miss por paixão. Ecdemomaníaca, já pisou em 4 países num único dia. Descobriu sua paixão pelo mundo da endorfina e agora a sua missão é ajudar a transformar a sua vida com energia!

XSLT by CarLake